Restaurações

Implantes

Que material é utilizados em restaurações estéticas?
São basicamente dois: cerâmica e compósito.
Os trabalhos em cerâmica exigem demanda o auxílio de laboratório de prótese. Os médicos dentistas preparam o dente e o moldam-no e a moldagem é encaminhada para os laboratórios onde são preparadas as peças que depois são fixadas pelo dentista.
Já os compositos permitem maior mobilidade podendo ser executadas no próprio consultório, moldadas sobre o dente numa única sessão ou como as de porcelana, com o auxilio dos laboratórios.

Qual seria a melhor escolha?
A eleição do tratamento indicado cabe ao médico dentista em consonância com seu paciente. A execução de uma restauração, em compósito, no consultório normalmente é indicada para pequenas reparações. Nos casos onde a área a ser restaurada é muito extensa utilizamos a técnica indirecta, ou seja, peças executadas em laboratórios, mas grandes correcções eventualmente  podem ser executadas pela técnica directa.

Vale a pena trocar restaurações metálicas nos dentes posteriores por restaurações da cor dos dentes?
O acerto da troca de uma restauração metálica por uma estética depende do motivo. Se for para resolver um problema que envolve a saúde do dente, como uma fractura da restauração pré-existente ou mesmo retratamento de cárie não se discute sobre seu acerto. Mas se for por motivo puramente estético devemos considerar factores como desgaste do dente, custo, estado da restauração existente e ver se a equação: custo X beneficio resultou em positiva ou não, se não então é melhor aguardar uma outra oportunidade.

O desgaste é grande?
Não obrigatoriamente. A substituição de uma restauração em amálgama por outra em compósito pela técnica directa não demanda maior desgaste, já se a substituição for por uma restauração executada por técnica indirecta ocasionará desgaste do dente.

O amálgama é realmente tóxico?
Sabemos que a presença de grande quantidade de mercúrio no organismo é nociva para a saúde, mas nenhum trabalho conseguiu relacionar o desenvolvimento de doenças causadas por mercúrio  em pacientes com as restaurações de amálgama.

Uma restauração em compósito ou porcelana tem a mesma durabilidade de uma em metal?
A durabilidade de uma restauração depende de uma série de factores relacionados com o paciente e dentista. Como as restaurações estéticas são recentes se comparadas com as de metal, ainda não existe a comprovação prática de que elas vão durar como as metálicas

Como é feita a manutenção das restaurações estéticas?
Boa higiene oral, limpezas e visitas periódicas ao seu dentista prolongam a vida útil dessas restaurações.